O museu exigiu uma tecnologia para ajudar a documentar suas pesquisas e escolheu o BricsCAD como seu parceiro de escolha para esta tarefa.

Visão Geral

O maior museu da mineração, no mundo, Deutsches Bergbau-Museum em Bochum, tem tido um objetivo desde sua criação em 1930 - disseminar o conhecimento e a experiência da mineração.

Nenhuma outra instituição de pesquisa se dedica à pesquisa da mineração com a extensão que faz o Deutsches Bergbau-Museum, o Leibniz Research Museum para Geo-recursos. O museu não apenas hospeda exposições permanentes, mas, ao investir nas últimas inovações científicas, ele também realiza suas próprias pesquisas, coleta de dados e artefatos, e ensino.

Um projeto marcante para o museu começou nos anos 1980 na Ilha de Thasos quando a mais antiga mina subterrânea da Europa - datada de 20.000 A.C. - foi descoberta. A pesquisa na antiga mina de ocre da Thasos continuou através das décadas, mas a escala do que poderia ser alcançado era limitada pela complicada coleta manual de dados e, mais recentemente, pelo software antiquado que carecia de interoperabilidade.

Desafio

Para preservar o passado industrial do mundo, a documentação para minas antigas é difícil. Estes locais são frágeis e exigem tecnologias discretas para construir cuidadosamente os modelos e desenhos necessários para a restauração. Isto começa com a coleta de dados espaciais bidimensionais e tridimensionais projetados explicitamente para projetos subterrâneos, scanners de linha 2D e uma câmera fotográfica tirando milhares de imagens. As múltiplas saídas de dados coletadas requerem uma plataforma de tecnologia aberta para construir réplicas digitais que possam ser confiáveis e utilizadas como base das atividades de pesquisa atuais: a análise funcional de ferramentas macrolíticas e vestígios da mina Paleolítico ocre de Tzines.

Solução

Este ano, o museu começou a usar BricsCAD, de um fornecedor global de software de projeto, para apoiar seu esforço incessante para construir melhores modelos virtuais em Thasos e em muitas outras minas no mundo inteiro.

Gero Steffens no Deutsches Bergbau-Museum comenta: "O software CAD tem sido um pilar fundamental para nosso trabalho de documentação por mais de 20 anos, mas foi se tornando mais difícil encontrar o parceiro certo com o qual trabalhar. Os acordos restritivos de taxas e plataformas proprietárias agora oferecidos pelos operadores do setor tornam difícil para institutos de pesquisa sem fins lucrativos como nós documentar nossas pesquisas. Mudamos para o BricsCAD este ano após ouvirmos sobre sua facilidade de uso e boa reputação como uma alternativa baseada no DWG, informações vinham de institutos arqueológicos do país que já haviam feito a mudança. Toda a documentação existente criada com o sistema antigo utilizado anteriormente ainda é utilizável sem restrições e podemos continuar a documentar adequadamente nosso trabalho, concentrando-nos na documentação de outras minas desde antes de 3400 AC!"

Em um momento em que todas as indústrias estão passando por uma transformação digital, a pesquisa arqueológica de mineração deve acompanhar, empregando a tecnologia certa para permitir seus esforços de escavar mais fundo, e desenterrar da forma mais perfeita.

Neste pequeno vídeo, descubra mais sobre a exploração do Deutsches Bergbau-Museum das mais antigas minas subterrâneas conhecidas na Europa.

Baixar o Caso do Cliente
  • Indústria: Mineração & Documentação
  • Nome da Companhia: Deutsches Bergbau-Museum
  • Sede: Alemanha

Bergbau-Museum

Isto é a Bricsys

Bricsys, parte da Hexagon, é uma companhia global de tecnologia que cria a família de produtos BricsCAD® para projeto assistido por computador (CAD) e a plataforma de colaboração de projetos Bricsys 24/7.

    blog-facebook-iconblog-twitter-iconblog-instagram-iconblog-youtube-iconblog-linkedin-icon

© 2022 Bricsys NV. All rights reserved.

Part of hexagon